terça-feira, julho 12, 2011

Desculpe-me pelos transtornos

Peço perdão a todos que magoei de alguma forma nesses últimos quatro meses.

Quatro meses atrás e alguns dias (quase cinco já) meu mundo desmoronou sobre minha cabeça e fiqei completamente sem chão. A vida não fez mais sentido, minhas razões se foram, sinceramente não sei por que ou como continuei.

Nesse tempo sinto que me perdi em algum lugar. Como a Zoey Redbird no livro Tentada da série House of Night, minha alma se despedaçou e não sei se algum dia se recuperará. Isso provavelmente não justifica o mal que causei para algumas pessoas. Estou a muito sofrendo e achei que o mundo deveria sofrer a minha dor também, só que isso não me levou a lugar nenhum, pelo contrário, só machuquei as pessoas que eu quero bem.

Não sei se algum dia conseguirei superar essa perda e seguir em frente, mas não posso continuar permitindo que a dor me consuma e acabe por me transformar nesse mostro que posso ter sido para alguns. Como a Capitã Janeway não desistiu de trazer a Voyager para casa, não desistirei de mim e de procurar minha paz interior e meu porto seguro. Me sinto mais perdida do que se estivesse no Quadrante Delta. Não sei para onde ir, onde ficar, o que fazer, o que pensar, como agir. Antigamente eu era dicidida e de atitudes fortes, mas ela se foi levando consigo isso e minha segurança.

Tentei preencher esse vazio com a faculdade e não deu certo, passei a ser inimiga do silêncio porque ele me lembrava como eu estava sozinha, passei a ser inimiga da noite pois ela jogava na minha cara que eu jamais a terei de volta, passei a ansear pelo sol pois ele me dava esperança de que eu iria melhorar, porém cada dia que passa me sinto pior e com um vazio maior ainda e agora vejo o quão mal fiz para quem eu menos queria.

Não posso voltar a atrás e não cometer tais erros, assim como não posso voltar no tempo e salvá-la. Eu achei que podia vencer com meu par de setes mas a vida me tirou quase tudo com seu poker de áses. Eu trocaria minha felicidade para reparar tais erros, eu trocaria minha vida pela dela para que ela pudesse ver mais um dia de sol. O Sim Player deve realmente me odiar.

Tudo o que peço é perdão pelos meus erros. Essa escuridão me encobriu e aos poucos estou tentando sair dela, peço paciência para que entendam esse momento, estou tentando continuar a vida, mas, francamente, não sei mais se posso sozinha.

Se te magoei de alguma forma, se lhe fiz sofrer de qualquer maneira, me desculpe, não foi minha intenção e eu não tinha tomado consciência do que estava acontecendo ao meu redor. Tentei me fechar no meu mundinho para não sofrer mas ele se mostrou pior ainda e só causei mal a quem não merecia. Estou aqui de coração e braços abertos pedindo perdão pelos erros de uma garota que não sabe mais quem é ou como ser.

Is so easy to forget what really matters in this life. Is so hard to live with regrets, but I promise I'll try to be a better me from now on. I'm sorry, I didn't mean to do wrong.

2 comentários:

Mateus Sohne disse...

Você ja pensou que talvez esse mundo onde as pessoas amam alguém e abrem mao de tudo, inclusive do que elas são, do que elas acreditam. Talvez...
talvez você não faça parte dele. Talvez ele não seja pra você?

Lil' Jú # disse...

Discordo. Achei um amor para chamar de meu é o que me dá forças para seguir em frente, ao menos tentar.
Talvez ele não fosse para mim, mas agora é tarde, pois já ingressei nele...